IMPERMEABILIZAÇÃO DE RESERVATÓRIOS


A perda de água tratada nas cidades brasileiras representa hoje um custo elevado, tanto monetário quanto social. Sabemos que o racionamento de água é um problema que afeta a todos, principalmente as classes menos favorecidas. Do ponto de vista de engenharia, a água perdida nos reservatórios e caixas d’água muitas vezes percolam de maneira indesejada reduzindo a vida útil das estruturas de sustentação do próprio reservatório ou edificações vizinhas. Assim sendo, o custo de recuperação estrutural se soma ao custo da água tratada que é perdida, aumentando o prejuízo para as empresas de Saneamento e Autarquias Municipais.

Hoje, temos, no Brasil, diversas soluções que, combatem o problema rapidamente e de maneira definitiva.
Reservatórios elevados requerem necessariamente ser impermeabilizados com sistemas flexíveis, esta necessidade provém das movimentações que tais estruturas sofrem seja em função de cargas ou oscilações térmicas.
O processo começa pela escolha do sistema impermeabilizante que já sabemos ser flexível, entretanto temos diversas opções como mantas asfálticas ou resinas termoplásticas. Esses sistemas não alteram a potabilidade da água.